Blogger Template by Blogcrowds

Porque Há Livros Assim!

Terminei a leitura do Livro A Catedral do Mar e não posso deixar de sorrir. E digo isto porque há livros que têm uma capacidade imensa de nos transportar para o mundo que descrevem. Fazem-nos viver a história intensamente, as personagens passam a ocupar um lugar no nosso coração, e deixam uma pena imensa quando terminam. Porque a palavra Fim nem sempre é um alívio nem uma libertação, A Catedral do Mar mostra-nos isso mesmo.

O livro terminou, e ainda não consegui pegar noutro. Ainda estou presa na Barcelona do século XIV, ainda imagino as ruas e o burburinho do movimento, as pedras a serem transportadas e o esforço dos homens. Vejo a imponente Igreja de Santa Maria del Mar, apesar de nunca ter ido a Barcelona. A Igreja construída pelo povo, para o povo, imaginada pelo grande arquitecto Berenguer de Montagut e um dos melhores exemplos de templos góticos espanhóis.
A acção decorre entre os anos de 1320 e 1384. São várias as histórias que se desenrolam nas suas páginas mas sempre da perspectiva de Arnau Estanyol. Filho de Bernat Estanyol e Francesca, conhecemos logo nas páginas iniciais a vida de uma família rural, controlada pelo peso do Senhor Feudal. Francesca, é vitima do Direito de Prima Nocte (no qual o senhor feudal tinha o direito de dormir com a noiva na sua noite de núpcias, direito este que hoje é contestado por alguns historiadores) e uma série de circunstâncias (que não revelo, para não retirar a expectativa de quem desejar ler o livro!) levam Bernat a refugiar-se em Barcelona, cidade que por decreto do rei permitia a conquista da liberdade ao fim de uma ano e um dia de trabalho.
Acolhidos pelos Puig, a irmã e cunhado de Bernat, este e o filho ficam na oficina de olaria. Enquanto o primeiro trabalha para conquistar a liberdade, Arnau estuda, brinca e a sua atenção fica presa em Santa Maria del Mar por causa da Virgem del Mar, a quem Arnau conta as suas aventuras, medos e receios.
Esta é assim a história de Arnau. Desde criança pobre e curiosa, a homem de sucesso, ao qual é levantada uma calúnia que o entrega às mãos da inquisição. A sua vida liga-se incondicionalmente à construção da Igreja de Santa Maria del Mar, que vamos acompanhando desde a colocação da primeira pedra-chave, até à sua conclusão em 1384.
Uma história apaixonante, que nos transporta para um mundo de opressão, medo, fome, e no entanto mostra que a força da liberdade, a integridade, a vontade se viver apesar de todas as contradições e o amor são os valores que deviam guiar as nossas vidas. O único senão é mesmo a palavra Fim.
Boas Leituras!

7 comentários:

Mais um para a fila! ;)

domingo, abril 01, 2007 6:22:00 da tarde  

Lá terá que ser mais um :)

segunda-feira, abril 02, 2007 3:11:00 da tarde  

Deixaste-me com formigueiro nas mãos. Vou ter que folhear as páginas deste livro, não há dúvida!

segunda-feira, abril 02, 2007 3:51:00 da tarde  

Agora deixaste-me bastante curioso acerca do livro.Mais uma compra que terei de ir fazer...Deixo-te aqui uma sugestão de um livro que foi dos livros que mais gostei até hoje..Chama-se "A SOMBRA DO VENTO" e é passado também em Barcelona...Aconselho-o vivamente...beijinho e boa semana...

segunda-feira, abril 02, 2007 4:16:00 da tarde  

Vale a pena minha caras! O livro é uma delícia!
Luis, já não és o primeiro a fazer essa sujestão! Parece que vai ser um dos próximos a "Sombra do vento"!

segunda-feira, abril 02, 2007 8:10:00 da tarde  

Estive a semana passada em Barcelona e por todo o lado vi este livro, começo a ficar curiosa.

Quanto à sombra do vento é um dos meus livros preferidos.

quinta-feira, abril 19, 2007 10:15:00 da manhã  

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra commander
http://commanderviagragenerique.net/ viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ comprar viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra

sexta-feira, maio 03, 2013 4:39:00 da tarde  

Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial