Blogger Template by Blogcrowds

Recentemente, numa conversa com uma das minhas Tias, descobri que uma das suas memórias literárias mais antigas é acerca de um romance que leu quando ainda era uma adolescente chamado "O Solar dos Castanheiros".
Há 35 anos (ou mais!!!) e ela ainda se lembra do nome da história, do autor, e claro, da trama em si, o que para mim é um facto maravilhoso uma vez que, mesmo no que diz respeito aos livros mais marcantes da minha vida, os pormenores escapam-se da minha mente como enguias da mão do pescador!
Claro que não descansei enquanto não li o livro, o que não foi fácil considerando que não há edições recentes do mesmo.
A escritora, Mdme Alphonsine Vavasseur-Archer Simonete (1836-1952) usava o pseudónimo de Max du Veuzit, no tempo em que editar livros ainda não era um privilégio das mulheres.
O Romance conta a história de Solange, uma rapariga que termina a sua educação num colégio de freiras e que vai viver para junto da mãe, eternamente de luto desde a morte do marido, que a filha nunca conheceu. Por esta altura, Solange descobre que a propriedade que pertencia a seu pai vai ser vendida a um estranho e sedenta de informação sobre a figura paterna, faz amizade com aquele que foi o seu mais fiel criado de forma a sabe os verdadeiros factos ligados ao seu desaparecimento.

É uma história que se lê rapidamente, e que nos transporta para um tempo em que as pessoas eram simples e o mundo era mais tranquilo e mais puro. Além disso é o verdadeiro do romance, que nos faz chorar de alegria no fim porque às vezes só precisamos de algo que nos aqueça o coração.

Só me resta agradecer à minha Tia por esta herança tão inusitada, de tempos longínquos.

6 comentários:

Que giro, nunca tinha ouvido falar em tal livro! :)

terça-feira, maio 26, 2009 10:55:00 da tarde  

concordo contigo, ja li o livro, axei mt bom, é pena serem dificeis de encontrar, tive a sorte de o ver meio escondido numa pequena prateleira no sotão da minha avó:p

sábado, agosto 08, 2009 5:16:00 da tarde  

eu tambem sou fã de max du veuzit, adoro aqueles livros antigos, de amor puro e despretensiosos. ja li o solar dos castanheiros e gostei, mas o meu preferido é mesmo o segredo de montjoya ou o homem da sua vida (é o nome da versao do circulo de leitores), lembra-me um pouco a jane eyre da charlotte bronte. se quiseres ler mais livros desta autora eu reuni varios ebooks neste link:
http://www.4shared.com/file/Td4Vujsm/max_e_claire_du_veuzit.html
tem tambem uns da claire du veuzit, a filha dela. boas leituras!!!

sábado, maio 14, 2011 12:54:00 da manhã  

Também sou fã de Max du Veuzit.
Minha avó tinha uma coleção com 35 títulos, que deu à minha mãe, que ainda os tem guardados.
Eu costumava ler quando adolescente. Cheguei a ler todos os 35 livros 7 vezes. Meu favorito continua sendo "O Autômato".

quinta-feira, julho 21, 2011 1:40:00 da manhã  

Encontrei hoje no meu sotão O Homem da Sua Vida e resolvi vir pesquisar o autor na net. Obrigada a quem partilhou a pasta com mais livros. Se interessar já vi que há alguns titulos disponiveis no site Winkingbooks.

terça-feira, março 27, 2012 6:55:00 da tarde  

Também eu desde a minha adolescência que li Max du Veuzit, autora que minha mãe muito apreciava. Gostei imenso da " Mulher que venceu", livro ainda hoje atual e do exemplar "Meu marido".Recomendo-os,pois são de uma leitura simples,mas rica em descrições e sentimentos.
Maria Alice Valadas.

quarta-feira, maio 11, 2016 8:52:00 da tarde  

Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial